NOTÍCIAS

Pampelido em destaque no Vida Económica - "Onebiz lança franchising de produtos típicos"

Fonte: http://www.vidaeconomica.pt/users/0/39/franchising_70df39c9669962680b9ff4a773062ca8.pdf

Data de publicação: 23 Março 2012

Sumário:

Numa prova da enorme versatilidade do franchising, o grupo Onebiz decidiu relançar um negócio familiar na área da produção de enchidos e fumeiros. Para tanto, a partir da marca original Pampelido, desenvolveu novos canais de distribuição através do franchising, com a chancela Onebiz.

Descritivo:

"A marca Pampelido remete para as origens familiares do negócio, presente no mercado desde 1953, mas também para a própria história do local, onde ainda hoje se encontra a sua unidade de produção e ponto de venda original. Isto porque foi ali próximo, na praia da Memória, em Matosinhos, que desembarcaram as tropas liberais de D. Pedro IV, em 1832, que vieram depor o absolutista D. Miguel. Foi, aliás, no brasão representado no obelisco que assinala o desembarque, que a empresa se inspirou para desenhar o logótipo da marca.
Refira-se que a Pampelido foi criada pelos pais de Rui e Pedro Santos, administradores da Onebiz, que decidiram integrar a marca no seio do grupo e levar um negócio familiar a um novo patamar de atuação. Aqui, o franchising será determinante para a expansão do novo modelo.
Segundo adiantou à VE Rui Santos, administrador da marca, esta nova fase de desenvolvimento preserva o nome original e incorpora a história local. “Aliás, D. Pedro IV passou pela casa onde hoje está a empresa, instalada sempre no mesmo local”. Desta forma, são mantidos “todos os valores e valências tradicionais de produção”, mas levando o negócio a novo patamar, incorporado no grupo Onebiz. “Assim, queremos alargar a distribuição a nível nacional mas também, numa fase posterior, a nível internacional, nomeadamente o chamado mercado da saudade”, sublinhou Rui Santos.
Nesse sentido, a estratégia ensaiada “passa por dar ao produto nova embalagem, marketing e canais de distribuição, mantendo o caráter artesanal do produto”. No essencial, são produtos de indústria de charcutaria e fumeiro tradicionais elaborados com especiarias e vinho, num processo totalmente natural que já vem das origens da criação da empresa. “O próprio vinho utilizado é de produção familiar”, sublinha Rui Santos.

Um franchisado, uma carrinha

O desenvolvimento da rede de franchising Pampelido terá como suporte a lógica “one man, one business”, em que cada franchisado “terá um veículo decorado com o logótipo da empresa” e “cuja clientela terá uma implantação local, desde restaurantes, supermercados, mercearias, ou até clientes finais”, que podem ser particulares ou empresas, que “valorizem a tradição e mercados de proximidade”, sublinhou Rui Santos.
Tratando-se de “produtos de qualidade com valor acrescentado, de produção limitada”, os responsáveis da rede não pretendem enveredar pela massificação, daí que não marcarão presença na grande distribuição. “Faz mais sentido, por exemplo, estarmos em lojas gourmet”, assinala o administrador.
Por outro lado, é intenção dos promotores da rede “aliar a qualidade e a tradição a novos canais de distribuição, nomeadamente a internet”. Daí que a Pampelido contará com um ponto de venda ‘online’ através do seu portal, agora lançado.
Quanto ao canal de distribuidores autorizados, que serão os franchisados, estes terão ainda a missão de ajudar “a informar sobre a elaboração do produto e contribuir para a sua divulgação, mas numa lógica de proximidade”.
A adesão a este franchising conta com um investimento inicial de 5000 euros, que inclui veículo refrigerado, em regime ALD, preparado para o transporte deste tipo de produtos, bem como sistema informático de venda e aquisição de um stock mínimo para garantir a primeira distribuição.
O franchisado “ficará com exclusividade de uma determinada área”, para cuja manutenção terá que cumprir vendas mínimas mensais de 5000 euros. Porém, frisa Rui Santos, “os objetivos comerciais são cinco a 10 vezes superiores, com uma rentabilidade de 20% para o franchisado”. “Mas os objetivos comerciais, sem serem muito ambiciosos, passam por realizar esse valor por semana”, acrescenta. O franchisado não terá também que suportar “custos com armazéns, pois a rede disporá de centros de distribuição em todo o país, onde se abastece de mercadoria”, explicou.
O perfil de empreendedor procurado abrange pessoas com capacidades comerciais, de preferência no setor alimentar, mas aberto a outros promotores, tendo em conta que “não se trata de um franchising de serviços mas de produtos”, reforçou Rui Santos.
Os objetivos da marca são, em 2012, ter um a três franchisados a operar, sendo que no ano seguinte estes deverão ser de três a seis. “Como é um negócio de produção familiar, temos que garantir que a capacidade de produção se adeque à distribuição, mantendo a qualidade do produto”. A produção será adequada em função do aumento das vendas. Numa fase posterior, a empresa poderá aumentar a capacidade de produção, o que obrigará a um investimento adicional em novos fumeiros, tendo em vista, por exemplo, os mercados externos.  
Segundo apurou a VE, a produção atual ronda quatro toneladas/mês, mas a empresa possui capacidade para aumentar para 16 toneladas mensais. “Queremos fazê-lo num processo gradual, em função do crescimento da rede”, sublinhou.
Aliás, segundo revelou o administrador da Pampelido, “estamos a desenvolver contactos com a comunidade lusófona em França, mas esta estratégia será implementada a partir do próximo ano. Nunca será um posicionamento de baixo preço, mas sim adequado à sua qualidade – não pretendemos competir com a grande distribuição”, ressalvou.
O enquadramento e continuidade familiar do negócio Pampelido não foram esquecidos. O pai de Rui e Pedro Santos, fundador da empresa, manter-se-á como responsável de produção, certificando-se que a produção prossegue conforme o método original, mas também “para assegurar a transmissão do ‘know-how’ de um produto de base artesanal”. Rui Santos salvaguarda também que a produção será certificada com selo de qualidade, “para dar ao negócio um novo impulso mas mantendo a raiz tradicional”.

in Vida Económica, 23 de Março de 2012

Banner1Banner2Banner3
SUBSCREVER NEWSLETTER
Subscreva a mailing list Pampelido ...
VISITE-NOS
NO FACEBOOK
Facebook